Educação para a Saúde/Educação Sexual

Projecto Educação para a Saúde/Educação Sexual

Rua Álvaro Carneiro
4715-086 Braga
Portugal

micpaz@esas.pt

 

É urgente o Amor,
É urgente um barco no mar.
É urgente destruir certas palavras
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.
É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.
Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.
É urgente o amor,
É urgente permanecer 

                                                                                            Eugénio de Andrade

Vive a tua sexualidade com responsabilidade. Zela pela tua Saúde e pela dos outros!

Se ainda tiveres dúvidas ou questões(ou se apenas queres saber mais) dirige-te aos Gabinetes de Saúde Juvenil do IPJ.

Informa-te

Rua de Santa Margarida, 64

4710-306 Braga

Tel: 253 204 250

Fax: 253 204 259

E-mail: geral@juventude.gov.pt 

http://juventude.gov.pt/SaudeSexualidadeJuvenil/Paginas/default.aspx

 Gabinete de Informação e Apoio ao Aluno(GIAA)

Horário de Funcionamento

Quinta -feira  das 10h00 às 12h00

Sexta-feira das 10h00 às 11h35

Local

Bloco E- RC

Equipa técnica

■Dr.ª Irene Paz (Docente de Biologia e Geologia);

■Dr. Nuno Torrinhas (Docente de Biologia e Geologia);

■Enf.ª Sandra Duarte (UCC Assucena lopes Teixeira);

 

GIIA VIRTUAL

A equipa da Educação para a Saúde está, a partir deste momento, mais acessível. 

Podes escrever um email, com as tuas preocupações, para giaa @ esas.pt

Resultados do Rastreio Antropométrico

20-08-2014 14:58

Este estudo teve como objetivos averiguar a situação dos alunos do 11º ano de Ciências e Tecnologias da ESAS, turmas A, B, C, D, E, F, G, H e I, em termos de excesso de peso e obesidade, conhecer os seus níveis de atividade física habitual, verificar a existência de associação entre o sobrepeso e a atividade física e avaliar a tensão arterial e frequência cardíaca. A recolha de dados foi realizada na Semana dos Estilos de Vida Saudáveis, de 13 a 17 de janeiro de 2014.

A avaliação do peso foi realizada numa balança de chão mecânica da marca SECA com capacidade máxima de 150 Kg, previamente calibrada e colocada numa superfície plana e firme.

Para a avaliação da tensão arterial e pulsações foi utilizado um esfignomanómetro digital da marca OMRON  M6 Confort, com o aluno(a) sentado(a).

Conclusões

Dos resultados obtidos no presente estudo, pode concluir-se:

  • Os dados obtidos para a altura e peso estão dentro dos parâmetros previstos nas tabelas da Direção - Geral da Saúde.
  • Relativamente ao índice de massa corporal, verifica-se prevalência de pré obesidade e obesidade tem padrões distintos entre os sexos. Constata-se predomínio de pré obesidade nas raparigas (12,7%) e obesidade nos rapazes (8,9%). Em 2010, um estudo realizado com crianças e adolescentes portugueses, revelou que a prevalência da pré obesidade e obesidade, foram respetivamente 17 e 4,6% nas raparigas e 17,7 e 5,9% nos rapazes. Os alunos rastreados têm os seus valores abaixo dos apresentados neste estudo à exceção dos valores da obesidade (12,7%) nos alunos do sexo masculino.
  • No que toca à prática de exercício físico apenas 33,3% dos rapazes e das raparigas referem praticar exercício físico - extra escola com regularidade.
  • O estudo da tensão arterial permitiu demonstrar que a Tensão Normal-Alta e a Hipertensão Arterial têm uma prevalência elevada na população estudada. Este facto verifica-se em 43,0% dos rapazes e 50,9% das raparigas.
  • O tempo letivo de cada aula foi suficiente para a recolha de dados nas turmas com menos alunos havendo necessidade de um pouco mais de tempo para turmas maiores. O espaço disponibilizado foi o adequado.

Os dados vêm alertar para a necessidade de uma intervenção que possa diminuir determinados fatores de risco numa altura em que ainda e possível influenciar o comportamento dos adolescentes, sobretudo os relacionados com:

  • A nutrição, adequada a idade e necessidades de cada um, prevenindo praticas de alimentares desequilibradas"comer para viver e não viver para comer";
  • A prática regular de exercício físico, a vida ao ar livre e em ambientes despoluídos.

É importante valorizar o papel da escola e dos agentes de saúde na promoção de hábitos de vida ativa, promovendo a atividade física.